segunda-feira, 18 de maio de 2015

Acabou a graça



"Nós não podemos sempre lutar contra a natureza, John. Não podemos enfrentar mudanças, não podemos enfrentar gravidade. Não podemos enfrentar nada! Minha vida inteira, tudo o que eu fiz foi lutar. Mas eu também não posso desistir. Eu não posso lutar contra a minha própria natureza... esse é o paradoxo, John. Você percebe?"

Essa é a frase de Dutch Van Der Linde, personagem do jogo Red Dead: Redemption, antes de morrer. Por alguma razão ela tem estado na minha cabeça, então achei que valia a pena colocar. Pessoal, esse é o fim do Blog Joker, espero que não soe como um soco no estômago. Eu sabia que ele não ia durar pra sempre, não havia como, e na verdade eu queria que ele ficasse até 31 de dezembro desse ano, para então eu terminá-lo de forma mais... "bonitinha". Mas não tá dando pra coisas bonitas, há diversos fatores na minha vida pessoal que têm me impedido de escrever, e a previsão é de que até o fim do ano eles só vão aumentar. Eu tentei lutar por bastante tempo, eu sempre gostei muitíssimo de escrever e realmente me esforcei pra manter o blog vivo esse tempo todo. Não era nem por vontade minha, mas quando via pessoas que eu nem conhecia se esforçando pra comentar elogiando e até pedindo por mais, eu sentia que era uma responsabilidade, uma oportunidade que seria tolice não aproveitar. Gente, em julho completariam-se 6 anos! Eu queria fazer uma infinidade de posts antes de fechar, queria até gravar um vídeo me despedindo, mas isso tudo ia dar a maior trabalheira, então achei melhor parar de enrolar e entregar logo a "bomba".

Bem, deixa eu ver... 2009, acho que já falei isso aqui. Eu tinha apenas 13 anos e comecei a escrever sobre as coisas que eu (e todo mundo) gostava. Filmes, HQs, games, músicas; de forma geral, entretenimento. Naquela época os blogs estavam em alta, eu nem sequer dava espaço depois das pontuações e mesmo assim tinha mais views do que hoje. Há diversos exemplos que poderiam ser usados de paralelo pra ver como o tempo passou. Por exemplo, eu postei aqui os trailers do "Batman: Arkham Asylum", hoje temos trailers do "Arkham Knight", a última parte.  Um detalhe interessante é que eu nunca me esforcei. Meu irmão e alguns amigos usavam outros blogs mais famosos como referência pro design e talz, eu deixava tudo feio e só mostrava pros amigos mais próximos que eu confiava bastante lerem. Os anos foram passando, eu fui me desafiando, teve por exemplo o "Coringa de A a Z", acho que o primeiro gigantesco e monstruoso. Esse deu bastante trabalho, com o tempo fui pegando facilidade e a maioria dos muito grandes saem em um único dia bem determinado. Houve uma época em que resolvi customizar deixando a imagem de fundo e mudando a fonte do título; mas sinceramente, nunca me aprofundei nisso, o blog realmente nunca tinha deixado de ser um hobby, um hobby incrível e que eu chamaria de muito produtivo, pois muitas vezes consegui organizar minhas ideias melhor com a produção de listas, diferentes textos de diferentes tipos e tudo com bastante liberdade.

Era raro, mas com o passar do tempo fui conseguindo um feedback melhor, com comentários quase sempre positivos. Muitas vezes surpreendentes. Alguns leitores me acompanharam por anos e chegaram a dizer que se inspiraram em mim para criar seus próprios blogs e às vezes escrever fan-fics, como o "Arkham Nightmare" e o "Prison Planet", que eu escrevi a pedidos de leitores. E foi só por isso que eu continuei escrevendo por tanto tempo; os leitores. Eu to tendo todo esse esforço agora pra vocês terem certeza que não quero faltar com consideração por vocês, seria eternamente um prazer entreter alguma parte da vida de tantas pessoas fazendo algo que gosto, mas agora realmente é hora de eu dar adeus. Esse não será um daqueles períodos em que preciso dar um tempo e depois volto. Eu não voltarei mais! Não acessem esperando novos posts pois eles não virão, nunca, esse é realmente o último texto. O blog não será tirado do ar, creio que muitos dos textos são úteis pra Internet. Sinceramente? Eu Não Leio Quadrinhos, Fim de arco da Mulher-Maravilha, o Especial Guerra Civil; eu não esperava escrever essas coisas, eu realmente me surpreendi em ter sido tão bem aceito e ter conseguido desenvolver tanta coisa, afinal... quase 6 anos! Eu já tô pra fazer 20, quase não vi o tempo passar. Sei que muitos prefeririam que ele não acabasse de jeito nenhum, mesmo que com menos frequência e qualidade, mas já fiz minha escolha, sei que um dia vai precisar terminar, e me parece melhor que seja agora. Eu venho tentando interpretar a minha vida me perguntando se houveram mais ganhos ou perdas, e no fim... não dá pra ter certeza. Não dá pra ter certeza de nada. É claro que eu ainda acessarei o Blog nos próximos dias para responder prováveis comentários, como eu disse, não é minha ideia faltar com consideração. Para que não se sintam desmembrados, há os blogs dos parceiros que conheci com o passar dos anos.

Planeta Marvel / DC
MEGABLOG
Ozymandias Realista
U mad?

E eu também fui colocado como parceiro do Action&Comics há pouco tempo, então devo poder colocar textos lá futuramente. Em breve é provável que não. De certa forma eu amo todos vocês que colaboraram e se divertiram com tudo isso, aprendi bastante com as experiências por aqui, sinto muito qualquer coisa.

"Acho que talvez tenhamos ensinado e aprendido um pouco com os outros através dos blogs"



quinta-feira, 14 de maio de 2015

Veja prévia da HQ do Bizarro









A HQ será desenhada pelo brasileiro Gustavo Duarte. Aparentemente Jimmy Olsen será o companheiro de estradas do super-vilão. Haverão seis edições que começam em junho, mas se der certo pode se tornar uma série fixa.

domingo, 10 de maio de 2015

[ATUALIZADO] Olha mais da Harley aí!!!!!!!









Coringa! Hehe... Não sabíamos que você estava nessa cena, hehe.


Aeeeeeeeeee, equipamentos customizados com as cores originais :p Adoro essas merdas, HAHAHAHA! Vamos ver o Coringa!

Why so serious, girl?

O que o Deadpool tem a ver com o dia das mães?


Nada.

Absolutamente nada.

sábado, 9 de maio de 2015

Leia a sinopse de A.K.A. Jessica Jones


Dando continuidade ao Demolidor no projeto de séries da Netflix com os heróis urbanos da Marvel, "A.K.A Jessica Jones" terá seus 13 episódios liberados já no segundo semestre de 2015 enquanto não temos mais do Homem Sem Medo. Leia a sinopse oficial que foi divulgada pelo site da Amazon.

"Desde que sua curta jornada como super-heroína terminou em tragédia, Jessica Jones (Krysten Ritter) vem reconstruindo sua vida pessoal e carreira como uma temperamental e sarcástica detetive particular em Hell’s Kitchen, bairro de Nova York. Atormentada por autodepreciação e um forte caso de estresse pós-traumático, Jessica luta contra demônios interiores e exteriores, usando suas extraordinárias habilidades para aqueles que precisam… especialmente se eles estão dispostos a pagar a conta."

O roteiro e a produção executiva ficarão sob responsabilidade de Melissa Rosenberg, que trabalhou na saga... Crepúsculo. Acho que... todos concordamos ser uma péssima referência X.X

SONS IMERSIVOS VOL. 4


Acho que a esse ponto todo mundo já sabe do que se trata, o projeto musical do blogueiro Ozymadias Realista. Mas dessa vez há só 10 músicas. Mas por que?! Mas por que só 10 músicas?! Porque dessa vez foi apenas uma música por blogueiro selecionado, não 10 ou 6, mas, 10 pessoas diferentes selecionando. Clique no link abaixo para fazer o download do Volume 4, motherfucker!


É. Radical! Muito maneiro.


E a música escolhida po moi foi.................

I Ain't No Nice Guy, do Motörhead


"I tought about the times when I turned my back and stalled. I ain't no nice guy after all."

Escolhi meio que pelo luto por terem cancelado o show dos caras, que eu tinha ido assistir no festival Monsters of Rock. Ela é de um álbum que eu AMO, o "March or Die", uma fase fantástica. Essa música em especial é... bem... especial. É um dueto do mestre Lemmy Kilmister com Ozzy Osbourne, contando ainda com um solo de Slash que arrebenta após a sequência de violão e piano, uma mistura nem tão comum na carreira dos maloqueiros. Como é uma música só vou deixar a letra inteira, não só um trecho.


I Ain't No Nice Guy


When I was young I was the nicest guy I knew
I thought I was the chosen one
But time went by and I found out a thing or two
My shine wore off as time wore on
I thought that I was living out the perfect life
But in the lonely hours when the truth begins to bite
I thought about the times when I turned my back & stalled



I ain't no nice guy after all



When I was young I was the only game in town
I thought I had it down for sure,
But time went by and I was lost in what I found
The reasons blurred, the way unsure
I thought that I was living life the only way
But as I saw that life was more than day to day
I turned around, I read the writing on the wall



I ain't no nice guy after all
I ain't no nice guy after all



In all the years you spend between your birth and death
You find there's lots of times when you should have saved your breath
It comes as quite a shock when that trip leads to fall



I ain't no nice guy after all
I ain't no nice guy after all



When I was young I was the nicest guy I knew
I thought I was the chosen one
But time went by and I found out a thing or two
My shine wore off as time wore on
I thought that I was living out the perfect life
But in the lonely hours when the moon's the only light
I thought about the times when I turned my back & stalled



I ain't no nice guy after all
I ain't no nice guy after all


sexta-feira, 8 de maio de 2015

Saiu a sinopse do Guerra Civil!


Acabamos de ver o Era de Ultron, mas o Guerra Civil já sai ano que vem! A Marvel liberou a sinopse do próximo filme que esperamos chutar, muuuuuuuuuuuuitas, muuuuuuuuuuuuitas bundas.

"Capitão América: Guerra Civil começa onde Vingadores: Era de Ultron parou, com Steve Rogers liderando a nova equipe dos Vingadores em seus esforços contínuos para proteger a humanidade. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos colaterais, o aumento da pressão política resulta na instalação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental para determinar quando solicitar os serviços da equipe. O novo status quo fragmenta a equipe enquanto eles tentam proteger o mundo de um novo e nefasto vilão".

Será que esse vilão vai ser o Barão Zemo??? Putz, eu tava animadão, mas agora lembrei que vão introduzir em um só filme Pantera Negra, Homem-Aranha, Zemo... O primeiro Vingadores foi louco porque TODO MUNDO já tinha sido introduzido em outros filmes, precisou ficar mostrando origenzinha de ninguém. Bem, o elenco oficial também foi confirmado com toda aquela trupe, só não confirmaram ainda quem é o Homem-Aranha.


Como você pode ver há William Hurt como.... GENERAL ROSS! EITA PÔ! FINALMENTE LEMBRARAM DO CARA DE NOVO!!!


Isso... am... atiça minha curiosidade. O que será que ele vai fazer? Já sabemos que o Hulk não vai tá envolvido no filme. Só falta confirmarem o J.K. Simmons de J. Jonah Jameson, hehehe...

O filme lança 5 de maio do ano que vem. O Kevin Feige fez uma curiosa declaração quanto ao tom de humor dos filmes que já ficou meio exagerado.

"Não há obscuridade no Universo Marvel. Ele disse que todo ano os fãs lhe perguntam o próximo filme será mais sombrio ou pelo menos ficará um pouco. Feige respondeu que, apesar dos trailers darem essa impressão de ter uma desgraça iminente, os filmes não tem essa sensação, e nem terão. Ele esperava que as pessoas já tivessem compreendido isso antes - de que não teremos um mundo sombrio no Universo Marvel. O humor está no DNA da Marvel e eles não pretendem mudar".

Bem, eu gostei muito mais da série do Demolidor do que da Era de Ultron, e foi bem sombrio, vlw, flw. Bem, isso me desanima quanto ao Dr. Estranho e o Pantera Negra, dois personagens seríssimos que pelo visto serão descaracterizados em pró da descontração infinita.

Que não pode ser sombrio o queeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Série do Demolidor na Netflix


Eu sei que estou tremendamente atrasado pra escrever sobre isso, mas quando eu terminei de assistir não tive tempo pra resenhar. Já faz umas semanas. Mas como sei que grande parte dos leitores não se importa tanto com uns textos atrasados, aí vai a minha opinião quanto a série do Homem Sem Medo.


Primeiramente, fazia muito tempo que não víamos o personagem em carne e osso. Tinha rolado só um filme, então além de sobrarem elementos pra explorar eles também podiam recontar a origem pra muita gente que já não lembrava (que não era o meu caso...). É exatamente o que eles fazem, muitas vezes tirando episódios quase inteiros para mesclar a trama atual com flashbacks que vão revelando o desenvolvimento de relacionamentos ou características dos personagens. Eu particularmente fui me cansando disso pois ainda lembrava de tudo; a estória do pai do Matt, do Foggy, da Karen, do mestre Stick, tal, tal, tal, mas foi muito bem feito, então dá pra afirmar que ficou excelente pro público geral que pega a série pra ver como uma coisa nova.

Batman Begins
É IMPOSSÍVEL assistir sem lembrar do filme do "Batman Begins" (2005), que virou referência quanto a contar origem de um super-herói em detalhes. Além da dedicação da série em se aprofundar nos detalhezinhos da mitologia que tornaram o advogado Matt Murdock no Demolidor, o próprio estilo agressivo e urbano do personagem lembra o velho Batman. E é isso que a série acaba sendo, um "Daredevil Begins", porque até o último episódio da primeira temporada (foram todos liberados de uma vez) eles vão preparando terreno pro vigilante se tornar o Demolidor propriamente dito, como o conhecemos. O legal é que eles fogem do estilo repetitivo que a Marvel fez com muita comédia, a série é extremamente densa! Aliás, é o produto mais violento feito no Cineverso Marvel. E esse é um dos detalhes mais legais, "Demolidor" faz parte do universo compartilhado dos filmes.

O roteiro é bem inteligente. Sabemos que por mais amado que seja, o Demolidor não é o personagem mais rico de todos os tempos, não é qualquer um que consegue fazer que nem o Frank Miller e tornar todos os detalhes que compõe a Cozinha do Inferno em uma fantasia inesquecível. Preciso nem falar que muito da série bebe dessa fase do renomado roteirista.


Eles conseguem pegar episódios longuíssimos e dedicá-los inteiramente à temas que podem ser considerados pequenos, como algum conflito pessoal de um personagem secundário. Mas nada passa uma impressão pouco importante. Alguns dos personagens mais populares como Mercenário e Elektra passam nem por perto da série até o último episódio. E achei isso bom, sinal que os envolvidos estavam confiantes em fazer tudo com bastante calma. Dessa forma, dá pra afirmar que a primeira temporada é um longo "Daredevil Begins" até o último episódio.

Elektra, sua linda assassina insensível, você fica pra próxima
A porrada e o sangue comem soltos desde o princípio, mesmo havendo longas cenas de diálogos e flashbacks com função emocional. A coreografia ficou muito linda, pra mim deixou Flash e Arrow, ou mesmo Flash vs Arrow no chinelo. O tempo inteiro eu ficava esperando acontecer alguma coisa pra acreditar que não haviam investido tanto quando deveriam na série (Smallville...), mas... não aconteceu. É tudo bem produzido. Não é por nada que a Marvel havia feito um plano para fazer séries com outros heróis até juntar os Defensores, maaaaaaaaaaaaaas, o sucesso foi tanto que já confirmaram uma segunda temporada. O problema é que vai mudar o roteirista, salve-se quem puder.

All hail the king!

O Rei do Crime serve de vilão principal. Mesmo gordo se encaixa muito bem (ba-dum-tss). Sinceeeeeeeeeeeramente, o tempo todo eu ficava com uma leve decepção, porque o Rei do Crime é um vilão que fez parte da minha infância e da minha juventude SEMPRE, tanto como vilão do Demolidor quanto do Homem-Aranha. E pra mim o mais marcante dele (além do formato de planeta) era a eternamente imutável cara de "fodão melhor que todo mundo liga pra ninguém". Sei que desde as HQs ele tem como ponto fraco sua amada Vanessa, que o deixa meigo como um coelhinho, e é claro que a personagem não foi esquecida na série, e nem poderia!


Não poderia pois a preocupação deles em desenvolver o Rei do Crime foi tamanha, que às vezes parece até que o objetivo da série é mostrar o desenvolvimento paralelo dos dois antagonistas até seu inevitável conflito. De uma forma que os dois receberiam a mesma quantidade de atenção, tipo, praticamente idêntica. Então eu não deixo de dizer que o Rei ficou muito, muito foda, só diferente do que o que eu lembrava, porque meio que quase sempre que ele fala é um depoimento de suas emoções e pontos de vista justificando seu jeito de ser, não só com a Vanessa, mas até com pessoas que ele vai matar! E o que eu mais lembrava das HQs/desenhos era ele metidão não dando satisfação pra ninguém. Ficou diferente, mas ainda assim ficou muito bom. De qualquer forma, os momentos que eu lembrava bastante do clássico era durante as lutas (sempre bem coreografadas), onde ele dá aqueles golpes levantando o inimigo no ar, e descendo os braços com tudo de cima, hehe. Quem é fã acaba lembrando dessas coisinhas.

Se já não foi, eles deixaram espaço para que o "Demolidor" se torne a série de TV que adapta quadrinhos mais bem-sucedida de todos os tempos. Além do início brilhante, ainda há muito que pode ser explorado, tanto personagens importantíssimos quanto sagas. Foi diferente e a Marvel acertou.