sábado, 25 de outubro de 2014

Análise de Fashion Beast, a última série de Alan Moore


Faz pouco tempo que li "Fashion Beast", com roteiro de Alan Moore e desenhos de Facundo Percio. Tinha visto que a Panini ia publicar esse ano, mas não sei se ela já fez isso. De qualquer forma, eu li e pensei "vou escrever análise disso aí não". Mas aí lembrei como tem alguns leitores do Blog que várias vezes já pediram especificamente análise de quadrinhos, e então eu pensei "Douglas, como você é idiota!" e decidi que na primeira oportunidade escreveria isso.


A ideia de "Fashion Beast" é no mínimo curiosa. O grande escritor Moore havia feito o script com inspiração em "A Bela e a Fera" em 1985 para um possível filme. Foi enquanto ele escrevia o Watchmen (sim, ele fazia outra coisa ao mesmo tempo que o Watchmen...). Só em 2010 o projeto se tornou realidade com a Avatar Press. Quem ajudou foi Anthony Loren, que trabalha com quadrinhos e também cuidou da trama da série de games de terror espacial, Dead Space. Outro foi Malcolm McLaren, empresário inglês que por acaso tomava conta dos famosos Sex Pistols (pobre Malcolm...).

McLaren faleceu de câncer em 2010
Mas afinal, do que se trata Fashion Beast? Quero dizer, 9/10 esperam que vindo do Alan Moore, há algo que nós não esperamos envolvido. Ou será genial e mudará a nossa perspectiva das coisas, ou uma história nonsense em um nível tão alto que te assusta ao imaginar a boca por trás daquela barba gigante dando risada.

"Você pretende se matar porque queria ter um nome da hora?"
Considerando isso, 9/10 concordariam que Fashion Beast não poderia ser simplesmente uma série de quadrinhos sobre moda ou mesmo uma adaptação de "A Bela e a Fera" para os tempos modernos. Não é mesmo? Tem que ter alguma coisinha que você não está esperando... Talvez só isso tenha me dado a curiosidade de ler issaê: o belo grupo criativo que com certeza tinha um curinga na manga.


Eu dei uma pesquisada em opiniões diversas na Internet pra poder trazer isso decentemente pra vocês o mais rápido possível. Quase todo mundo apreciou, mas tem muita gente que não leu até o final, enquanto tem outros colocando Fashion Beast à altura de Watchmen. Bem, pretendo então passar uma descrição definitiva:

Se tratando de moda (o nome é Fashion Beast...) a história tem foco nas aparências desde o início. A primeira edição é bem vaga e há uma série de páginas focadas apenas em imagens, mais especificamente, pessoas se arrumando dentro de suas casas como se fosse uma noite de sexta, posteriormente a exibição nas ruas. Sem muita narração ou diálogo explicativo, é apresentada a personagem principal: Doll(boneca). Ela trabalha guardando casacos em uma danceteria local. De cara você pode notar que a história é de Moore da forma que ele parece simplesmente ignorar tabus e temas que incomodariam o leitor, escrevendo sobre coisas como doenças, sexualidade e política como se estivesse falando de futebol.

"Sabe, vocês não deveriam estar rindo. Eu só sou assim porque tenho uma deficiência. Eu nasci sem pênis."
A história vai avançando e Doll tem contato com o maior nome da moda, a empresa Celestine. Lá se encontra o foco do elenco. Há duas ajudantes que comandam o lugar, elas seguem as ordens do filho da fundadora, são velhas e tem uma maquiagem extremamente exagerada.

Os desenhos estão sempre focando em tinta, cores, design, flashes, um trabalho extremamente satisfatório de Facundo Percio, que também expressa otimamente as expressões e características dos personagens (que cá entre nós, estão revoltados e carrancudos quase o tempo inteiro). Celestine, o herdeiro da falecida designer, personagem ao qual se refere o nome da obra, "Fashion Beast", é o dono de tudo; ele fica trancafiado dentro de sua oficina/quarto, sem jamais ser visto por alguém além das velhas madames que cumprem os seus quereres. Como a Fera da antiga história, realmente.


Por último há um garoto que trabalha lá, Jonni. Ele parece constantemente revoltado e insatisfeito com alguma coisa. Mas o real ponto de interesse, é a "Fera". É o personagem que levanta a curiosidade, as perguntas. O seu rosto não é mostrado e há lendas quanto ao seu estado e existência. E é só isso. O problema é que é só isso. Ao menos por um bom tempo.

Ritmo e desenvolvimento


Talvez pela semente do roteiro original de Moore e McLaren ter sido planejado para o cinema, há esse problema da narrativa com a sedução do leitor. A primeira edição por exemplo, talvez ficasse melhor como a introdução de um filme, algo que eu já tinha suspeitado antes de pesquisar de onde havia surgido a estória. É muito só imagem, apesar de querer dizer alguma coisa elas acabam ficando sem significado pelo enredo não andar. Na verdade, em metade da história acontece nada que seja muito chamativo ou fascinante, apenas os personagens se revelando melhor quem são. É apenas na Edição#6 que ocorre o primeiro momento surpreendente, mas mesmo assim você não consegue enxergar pra onde a história vai ou o que ela quer dizer. Isso só acontece nas últimas edições mesmo. E isso é um grande problema, o que eu quero explicitar é que, com pouquíssimos elementos que realmente prendam, as chances de alguém largar Fashion Beast na metade são altas.

Há o personagem Jonni, que vai mostrando a sua visão pessoal sobre a moda e sua aplicação na sociedade, o que é interessante, mas não posso negar que apenas a edição final é realmente atraente e minimamente explosiva, com um desfecho forte e aberto, concluindo bem cada personagem incluído na trama.


Mas e ae? 
E o curinga?


Me refiro ao curinga na manga, não à chamativa ruiva acima. Essa história tem um significado maior escondido? Beeeeeeeeeeem... teeeeeeeeeeem... mas é tão escondido que eu diria que nem faz parte da história você notar, como o Batman matando o Coringa no final da Piada Mortal. Além de que você tem que estar ciente (e você provavelmente está) da polêmica carreira de Alan Moore no mundo dos quadrinhos para sacar, então agora vamos falar dele.


SPOILER#SPOILER#SPOILER

Aviso dos spoilers, pois essa explicação se trata de um dos principais pontos da história, então talvez você prefira lê-la primeiro, não é? Agora que você já foi avisado... A mensagem de FB se esconde na função dos personagens principais da história. O "Beast" quer por razões a princípio difíceis de serem visualizadas, manter Doll e Jonni juntos embaixo de seu teto. O império de moda dele não trás mais bons frutos, ele já foi revolucionário um dia, mas agora está parado. Ele então o passa para os rebeldes Jonni e Doll, que em uma conturbada história de amor conseguem trazer desenvolvimento de volta à área com muita polêmica. Depois de um tempo refletindo, o ponto principal da história parece ser esse. O que Moore quer dizer é uma avaliação da arte por um ponto de vista geral. Alguém precisa vir e derrubar as paredes, levantar novas, para depois te-las derrubadas de novo. É, mais uma vez, uma crítica que ele faz ao grande trauma de sua carreira na DC Comics, quando ele desconstruiu os super-heróis, criou o conceito de graphic novel, redefiniu vários personagens, mas ainda assim saiu infeliz de lá. Aliás, duvido muito que seja coincidência, o personagem de costas e em perfil é IDÊNTICO ao Alan Moore!

"Eles sabiam disso! Eles sabiam o significado de glamour; o mais antigo, o significado original. Glamour significa "magia". Glamour é magia!"
Tem muita gente que fica brava, mas todo esse "ódio" do Alan Moore pela indústria de super-heróis nunca me convenceu. Todas as agulhadas que ele manda para artistas e fãs atuais sem a mínima dó... nunca acreditei nisso. Um cara que odiasse super-heróis nunca escreveria "A Piada Mortal"; há um grande conhecimento do assunto que só poderia vir de uma paixão natural naquela e várias interpretações de personagens clássicos que ele fez no pouco tempo que trabalhou na DC. Tudo bem que ele veio trabalhar com outros tipos de gibis, como "Do Inferno", "Garotas Perdidas" e o próprio "Fashion Beast", mas fica claro que esse ódio do velho mago Moore é o clássico caso de amor rejeitado. Você tem que ser apaixonado pelo o que faz pra fazer o que ele fez na melhor época de sua carreira. É como estar completamente apaixonado por alguém e ser rejeitado. Você vai passar a odiar a pessoa, mas isso é justamente porque ela não te deixou amá-la direito! E isso e o que rolou entre o escritor e sua provável mídia preferida: os quadrinhos.


Em Fashion Beast ele deixa claro (ou nem tão claro assim...) que acredita que assim como ele desconstruiu os quadrinhos mainstream nos Anos 80, alguém precisa vir e fazê-lo de novo. Pode parecer forçação, mas ao ler a história você deve notar isso também. Essa é a parte mais legal de Fashion Beast, apesar da história principal dos personagens também ser muito boa, é bacana sacar o que está implícito. O problema mesmo se encontra no desenvolvimento desanimador da história. Eu passo longe de julgar Fashion Beast como um "Watchmen da vida", mas por fim é uma ótima história e fica muito bonita no histórico dos seus responsáveis. Caso tenha despertado a sua curiosidade, vale a pena saciá-la.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Alice Cooper faz playlist pro Halloween


O primeiro cara a misturar rock com horror, Alice Cooper, fez ao Yahoo uma lista de músicas para serem ouvidas no Halloween. Ele explica o porquê de cada uma, que além de contar com sons dele, também há de alguns colegas como Ozzy Osbourne e Jim Morrison. Convencido e seguro ele antecipou "Haverão muitas músicas minhas nesse Top 10, porque eu sou o único que escreve músicas realmente assustadoras". Tá bom, Alice, tudo bem. Por mim você pode se achar, afinal... ele é Alice Cooper!


Você pode conferir a lista com as explicações no link abaixo:


Ou ouvir o player aqui mesmo:


QUE FILHO DA MÃE! Ele colocou Dangerous Tonight, ainda falou que é uma das preferidas dele. Ele NUNCA tocou Dangerous Tonight ao vivo. Hum... sinal que ele esqueceu nem um pouco das relíquias dele... só ignora durante as turnês mesmo. Alice, Alice, Alice...


Lembrando que já fiz uma lista separando 25 músicas incríveis dele: http://douglasjoker.blogspot.com.br/2013/05/25-musicas-impressionantes-de-alice.html

J.K. Rowling não consegue ficar longe de Harry Potter


Após aquele texto sobre o futuro do mundo dos bruxos após a morte do Lord Voldemort, agora J.K. Rowling fará e divulgará um texto focado na maldita Dolores Umbridge, a personagem que quase me fez arrancar as páginas do livro. O texto será publicado no site PotterMore no Dia das Bruxas. Desse jeito cedo ou tarde ela vai acabar escrevendo um livro novo que se passe no universo dos bruxos. Bem, confirmaram a Trilogia de filmes do Animais Fantásticos e Onde Habitam, então, com certeza não deixarão Harry Potter morrer assim tão rápido.

Cara, eu não sei como a J.K. AGUENTOU criar esse personagem

Não ligue pro que os outros dizem de você


Joel Schumacher vai voltar a trabalhar com o Batman. O infeliz diretor que trouxe a existência "Batman Eternamente" e "Batman&Robin" está bat-de volta! Mas não, ele não vai dirigir um filme com o Ben Affleck, ele vai lançar em quadrinhos uma versão completa da trilogia que ele tinha em mente pros filmes, mas Batman&Robin foi tão ruim que acabaram cancelando o terceiro, Batman Triunfante. O filme teria Espantalho e Arlequina como vilões, alem de um flashback que colocaria Jack Nicholson como o Coringa mais uma vez.

DETALHE: A Madonna seria a Arlequina e já tinha até contrato feito pra que só tocasse música dela na trilha sonora. Sim, ele ia fazer algo ainda pior que o Batman&Robin.


Agora, de acordo com o Bleeding Cool, ele vai reescrever tudo como uma história só para publicar em quadrinhos. O desenhista seria Dustin Nguyen e devem confirmar a existência disso em breve... Vale lembrar que o próprio diretor se desculpou aos bat-fãs por ter feito aquela putaria que contava com... Tananana!

-Bat-Mamilos
-Bat-cartão de créditos
-Bat-zoom no bat-bumbum do Batman
-Bane vestido de macaco cor de rosa
-Hera Venenosa que era tudo menos sexy (O.O)
-Duas-Caras caindo em um precipício tentando pegar várias moedas que o Batman jogou.
-Duas Caras e Charada parecendo bichas loucas.
-Batman e Robin parecendo bichas loucas.
-TODO MUNDO PARECENDO BICHA LOCA!



Duvido nada que o povo acabe comprando só de curiosidade pra ver no que ia dar o terceiro. Será que a Arlequina vai tá com a cara da Madonna na HQ?!

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

E a tartaruga vai atrás da lebre...


Após a super vazada do trailer de Age of Ultron, a DC, sempre atrasadinha, deve liberar um teaser de Dawn of Justice na estreia do último Hobbit (11 de dezembro). Quem liberou essa informação foi o Batman-on-film, que disse que o teaser deve focar no Homem-Morcego. Tiiiiiiiiinha um rumor falando que um teaser seria mostrado no Interstellar, do Christopher Nolan, mas como não tocaram mais no assunto, devem ter desistido. É capaz que não saia ainda esse ano, sabe como é... eles adiaram Dawn of Justice em 10 meses...

Dia da estreia. Todo mundo no cinema. 21 minutos pra estrear o filme e notarão que esqueceram de liberar o trailer
Eu lembro que eu fiquei mó animado de ver que ia ser no mesmo ano que os Vingadores, ia ser mó legal o clima de competição, mais o Star Wars VII e o Piratas do Caribe 5, que acabou sendo mais adiado ainda. e.e

Descrição interessante do vilão de Avengers 2

Ultron já mostrando que é uma diva pra atrair as fangirls como Loki fez
James Spader viverá o antagonista do novo mega-filme da Marvel, Avengers: Age of Ultron. O robô é uma ótima escolha para a ocupação de vilão, tendo sempre sido um personagem interessantíssimo nos quadrinhos, é provável que no filme não seja diferente. O ator Spader, que já viveu o vilão Red na série "The Blacklist", falou sobre o personagem agora que o primeiro trailer FINALMENTE foi vazado (Hail Hydra!).

"Ultron cria reviravoltas bruscas nas cenas"
"Red não é um psicopata, mas Ultron é. Sim, ele é um psicopata. Na verdade, ele é completamente louco!".
"Ele tem senso de humor, é algo que me atraiu para o filme na primeira conversa que tive com Joss Whedon. De muitas maneiras, ele é uma criança, esse personagem, pois ele é um novo ser que acaba se nascer. E ainda assim, por meio da sua inteligência artificial, ele tem essa incrível capacidade de conhecimento. Então ele é uma criança muito esperta e poderosa".

Loki se encaixou perfeitamente no primeiro filme. Pelo visto podemos esperar um Ultron tão interessante e imprevisível quanto. E ainda tem a Feiticeira Escarlate, o Mercúrio e o Visão! Oh beleza!


Tem muita gente apostando que a Marvel ainda não colocará o Thanos como ameaça principal em Vingadores 3. Quem será que eles colocarão? O Kang? Mandarim com certeza que não.


Gente, essa tem de tudo pra ser uma série maravilhosa de filmes. Diferente de Senhor dos Anéis, que está tendo a trilogia mais forçada de todos os tempos com o Hobbit e Harry Potter que vai ganhar uma trilogia baseada no "Animais Fantásicos e Onde Habitam", Marvel e DC tem REALMENTE centenas de histórias que valem a pena ser adaptadas pro cinema. É como eu disse na minha análise de Guardiões da Galáxia, duvido nada que isso tudo ainda possa ser considerado só o início.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Gene Simmons explica que dinheiro é mais importante que amor


Em uma entrevista com o Examiner, Gene Simmons, que além de ser baixista/vocalista do Kiss é um dos maiores pensadores sábios de nossa época, falou sobre ser rico e como na verdade dinheiro vem na frente de amor pela perspectiva dele.

“Liberdade. Quando você não tem dinheiro, você não tem liberdade. Você não tem liberdade sobre o que vai fazer com o seu dia, você tem que ir trabalhar em qualquer momento. Você tem que acordar às 7 da manhã para estar no trabalho às 9 da manhã. Não há liberdade nisso. Se você trabalha para alguém, você não tem liberdade para determinar o que fazer e você será dito aonde ir, que horas ir, e o que fazer. Não há muita liberdade para fazer qualquer outra coisa. Ter sucesso, em outras palavras, ser rico, permite que você determine o que você mesmo quer fazer, se você quiser fazer, e quando você quer fazer. Isso oferece a liberdade de prover para sua família, doar para caridade, a cirurgia de quadril que sua mãe precisa, fazer qualquer coisa. Sem dinheiro, você não pode fazer nada.”
“As pessoas dizem: ‘Mas o amor é a coisa mais importante’ – Bem, sim, é verdade, mas não realmente, não na vida. A não ser que você tenha o dinheiro - o trabalho duro que precede isso – primeiro você precisa do trabalho duro, então você ganha dinheiro. Sem o dinheiro, você não pode alimentar seus filhos, não importa o quanto você os ame. Primeiro o dinheiro, e depois a implementação do dinheiro, amor, e então tudo está bem. E quem disser que o ‘dinheiro é a raiz de todos os problemas’, provavelmente ainda vive no porão de seus pais. A verdade é que a falta de dinheiro é a raiz de todo o mal. Se você tem dinheiro nesse mundo, por que você iria querer ficar em uma loja de conveniências? As pessoas que passam a noite na loja de conveniência não têm dinheiro."


Lembrando que ano que vem a banda dele volta pro Brasil.
P.S.: Um dia faço um livro reunindo as melhores frases e afirmações dele. Poderia se chamar... "Gene Simmons: Rock is Dead (And It Was A Murder)".

TRAILER DO AVENGERS: AGE OF ULTRON!


Vê aí, vai saber se eles tiram do ar! O TRAILER VAZOU! Vamo agilizar!



Um teaser ia ser mostrado dia 28 de outubro, e pra isso você teria que passar pela tortura de assistir Agents of S.H.I.E.L.D... no exterior. Pra nossa sorte, vazou logo um trailer completo. IHÁ! Quanto a isso a Marvel apenas tuitou "Maldição, Hydra!" E quanto a isso eu digo... HAIL HYDRA! Estão dizendo que a única diferença entre esse trailer e o mostrado na Comic-Con é que não apareceu a cena da festinha onde eles tentam levantar... o martelo do Thor (O.O essa fica pra versão sem cortes).

DETALHE: Andy Serkis (Smighoul, macaco César) apareceu no trailer sem qualquer computação gráfica por cima (demorei pra lembrar quem era). Quem será? O personagem dele ainda não foi confirmado, haviam pessoas supondo o Abominável, mas será que ele vai interpretar um humano normal?


Thor enforcando Tony Stark, mais aquela cena do Homem de Ferro com a Feiticeira e o Mercúrio, parece que as rupturas do grupo que devem dar na Guerra Civil já vão começar em Age of Ultron. Abril de 2015, Marvelmaníacos!