quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Veja trailer completo de Age of Ultron


Agora inclui aquela primeira cena da festa (finalmente Marvel). Veja abaixo:


P.S.: Lembra que ia ter Arkham Knight na Comic-Con de Londres? Pois é, eu pesquisei e foi a MESMA COISA que em todas as outras, tanto em demonstração de gameplay, quanto no que eles falaram. Eu ia fazer um post grande reclamando, mas tô sem paciência. Farewell, my friends.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

NINGUÉM SEGURA A MARVEL... MAN!

Já tô deixando o Hulk de luto

EU ACHAVA QUE ELES SÓ FARIAM ISSO NA PRÓXIMA SAN DIEGO COMIC-CON! MAS A MARVEL JÁ ANUNCIOU TODOS OS FILMES DE SUA FASE 3! BOO-YA (falei boo-ya mas não tem Deadpool não gente...). Vamos direto ao assunto!



6 de maio de 2016: Capitão América: Guerra Civil!


Esse já era o boato mais lindo há surgir em muito tempo, mas agora é realidade, e em breve. Teremos acabado de ver o Batman V Superman e já vamos assistir o provável Homem de Ferro mais arrogante de todos tretando com o idoso mais conservado de todos os tempos: Capitão Fucking América. Vale lembrar as possibilidades desse filme incluir vários personagens como Nick Fury, Soldado Invernal e o Caveira Vermelha que já deve tá vermelho escuro de tanto se bronzear no cosmos. Se bem que o Homem de Ferro já deve dar problema o suficiente pro herói patriota... Feige disse que o filme se tratará não do registro de identidades, mas a quem cada herói estará respondendo, seja o governo ou agindo independentemente.


4 de novembro de 2016: Dr. Estranho!


Tranquilamente é o que eu mais vou aguardar desde os Vingadores. Os boatos para o ator foram do Johnny Depp passando pelo Tom Hardy, Joaquin Phoenix, estão no Cumberbatch, provável Brainiac dos filmes da DC. Porém, confirmaram que ainda não há um ator confirmado. O vilão será Dormammu. Por ser mágico, o Strange é um daqueles personagens que torna tudo possível nas histórias, sendo um enorme reforço no já lindo elenco do Cinema Marvel.


5 de maio de 2017: Guardiões da Galáxia 2!


Aeeeeeeeeeeeee! Agora que somos todos fãs dos Guardiões da Galáxia, podemos comemorar e fazer contagens regressivas juntos!!!!!!!!!!!!! Mas ainda não, ainda não, falta uns anos cara. A continuação deve ter como um dos focos o pai de Starlord, que o diretor James Gunn confirmou estar sendo bolado de forma bem diferente das dos quadrinhos (como rolou com todos os personagens do primeiro filme).

Quem é o Groot?! Quem é o Groot?!

28 de julho de 2017: Thor 3: Ragnarok!


Uou! Ragnarok é simplesmente o evento máximo da mitologia nórdica. Ou seja, podemos esperar um graaaaaaaaaande filme. Provavelmente vários personagens novos (e espero que esqueçam daquela turma de físicos que já ficou chata no Mundo Sombrio...).

3 de novembro de 2017: Pantera Negra!


Acho que alguém vai ficar feliz com isso... Aliás, todo mundo! Serão três filmes em 2017! Tem de tudo pra ser um filmaço, é só não estragarem. Já liberaram imagem com o visual do rei de Wakanda. E aí Fox? Quando vocês vão abrir mão dos X-Men pro Tchalla poder dar uns beijinhos na Tempestade? Humpft, a gente tá vendo esse recalque não deixando os outros serem felizes... Bem, a Marvel confirmou Chadwick Boseman para o papel.


6 de julho de 2018: Capitã Marvel...


Eeeeeh... hm...


2 de novembro de 2018: Inumanos!


Mais um que já estava confirmado. Vin Diesel estará no filme. Os personagens são um grupo de uma nação separada, então há toda uma mitologia própria a ser explorada.

Raio Negro, um dos personagens mais foda da Marvel está chegando ao cinema
4 de maio de 2018 e 3 de maio de 2019: Avengers: Infinity War!!!!!!!!!


Thanos realmente será o antagonista de Vingadores 3 (e 4). Um teaser revelado no evento já mostrou o titã usando a Manopla do Infinito com todas as gemas encaixadas certinho, hehe.


E mais uma vez eles continuam sem revelar os vídeos pro público direito. Bem, já com Vingadores, Inumanos, Tropa Nova e Guardiões da Galáxia... é dá pra fazer cosquinha no Thanos. Se bem que até lá Dr. Estranho já estará no time, tudo perfeito, hehe.


Conclusão:


Essa lista é simplesmente incrível, porque ela atendeu a absolutamente TODAS as expectativas e pedidos do grande público. A única exceção é Homem de Ferro 4, mas acho que eles tem consciência que no fundo é melhor que não se olhe mais naquele buraco, mesmo que os fãs ainda não tenham notado isso. Alguns já estavam confirmados, mas Pantera Negra e Capitã Marvel (...) parecem respostas diretas aos pedidos dos fãs. Vamos ao que... bem... não está na lista.

O que não está na lista?

Viúva Negra


Feige repetiu o ainda existente desejo de ver uma aventura solo da Viúva Negra, mas não é agora que isso rolará. Porém, ele não deixou de dizer que ela terá papéis importantíssimos nesses futuros filmes. Vale lembrar que nos quadrinhos já rolou dela trair os heróis e isso ser ponto chave nas histórias. Não duvido que role no cinema, ela tem um jeito de quem tá no "próprio lado".

Hulk...


HULK! Não vou ser chato e estragar o clima reclamando, afinal, pelo o que Feige e Rufallo haviam dito, já esperávamos que não ia ser dessa vez. Perderam uma puta oportunidade na Fase 2, mas beleza. Feige também afirmou que apesar de não ter filme solo, Hulk terá papel importante em algum desses filmes. Foi tanto boato que ele ia mudar de planeta, acho bem provável que isso esteja no roteiro, ou seja, acredito que ele deva dar as caras em Guardiões da Galáxia 2. Ainda assim é foda ver o Hulk sendo tratado no nível da Viúva Negra...

O que custa pegar o Líder e transformar o Ross no Hulk Vermelho?! Porra, eles já tem até o elenco. Isso é sacanagem, o primeiro Thor também não deu tanta bilheteria.

Howard, o Pato

Guardiões da Galáxia foi bem feito, descontraído e louco o suficiente pra que seja possível colocar qualquer elemento do Universo Marvel nos filmes a partir deles. Howard, o Pato, até o M.O.D.O.K.(mas por favor, não façam isso). Quem sabe eles façam uma coisa imprevisível como os Guardiões e resolvam arriscar um novo filme do pato espacial. Nada foi dito quanto a isso.

Homem-Aranha


Um dos heróis mais legais da Marvel mas não tá na lista. Há boatos dizendo que a Sony considera deixar que a Marvel o coloque junto com os Vingadores, mas Feige disse que há nada confirmado.  Acho essa nova versão da Sony tão chata que nem sei dizer se isso me anima. Fênix Negra, Magneto, Wolverine, Dr. Destino, Homem-Aranha, Galactus. É tanto personagem da hora que não tá com a Marvel... tenho pena de mim mesmo só me imaginando vendo as fotos na internet do filme do Venom que a Fox vai fazer (e eu provavelmente nem vou assistir). Prefiro que eles fizessem o próprio Homem-Aranha (e o Venom) deles, na hora da luta tá todo mundo de máscara mesmo...

E a DC?


Vamos ver se quando a DC estiver pronta pra um crossover de Marvel vs. DC, a Marvel já não vai ter rebootado o universo dela... DUAS VEZES! Quem sabe até já ter feito um Dr. Estranho+Hellboy. Desculpe, me esforcei ao máximo pra não fazer piadinha com a DC em respeito ao nome do blog (ainda é o Blog Joker, não o Blog Avengers), mas já não tá dando. Tudo indica que nessa história a tartaruga não vai passar a lebre...

Arlequina pode estar no filme do Esquadrão Suicida


A personagem passou a fazer parte do grupo constantemente nos Novos 52, o que trouxe mais popularidade a ela entre os novos leitores. De acordo com o Latino Review, a Warner estaria tentando contratar Carla Delevingne para interpretar uma vilã no filme que sai em 2016, e haveria possibilidades dessa vilã ser a Arlequina. Dizem que eles também estão negociando para que o Lex Luthor apareça no filme de alguma forma, mas dificilmente seria como membro do grupo, acho que ele nunca fez isso, apenas ajudou a gerenciá-los naquela época que virou presidente dos EUA.


Acho bem provável que eles façam isso. A personagem nunca apareceu em um filme, é a oportunidade perfeita a colocando no Esquadrão Suicida. E é claro que tendo Arlequina tem que ter... Mr. J.... hehehehehehe.


Notei que os meus posts sobre os filmes da DC parecem uma prévia pra uma revelação do Coringa neles, hahahaha. Bem, só posso dizer que isso não deve mudar. Além de que o último personagem que eles devem divulgar é o Coringa...

Gene Simmons manda um recadinhkkkkkkkkkkk


Foi mal, não consegui me controlar pra escrever o título. Bem, olha quem voltou. O baixista Gene Simmons agora tem algo a dizer às mulheres, aquele gênero da raça humana cujo qual ele já adentrou milhares e milhares de vezes de acordo com si mesmo. Bem... ele tem uma língua grande.


Mas por que entrevistaram o grande deus da sabedoria dessa vez? Você pode estar se perguntando... Acontece que o nosso grande ídolo está finalmente lançando um livro de auto-ajuda (falei que isso ia acontecer), chamado "Me, Inc.: Build An Army of One, Unleash Your Inner Rock God, Win in Life and Business". Em uma tradução não oficial seria "Eu, S.A.: Construa Um Exército de Um Homem Só, Liberte Seu Deus do Rock Interior, Vença na Vida e nos Negócios". Mostrando que não pensa só em si mesmo, tem uma parte do livro em que Simmons dá instruções para as mulheres começarem a vida:

"Essa é uma questão complexa e difícil de responder, então vou dizer isso da forma mais simples possível. Mulheres: Parem de depender de homens. É só isso. Imagine que não existem homens no mundo."
"Ache algo em que você é boa e que te faça dinheiro, e então case e/ou tenha crianças de uma posição forte. Você não pode fazer as duas coisas. Uma carreira consume o seu tempo. rodeia tudo, e você falhará de novo e de novo até dar certo."



É... ele não tá errado, kkkkkk. E acho cascaria ver ele assim sério e lembrar quando ele fica fazendo caretas no palco, kk.

Kevin Feige fala um pouquinho de Avengers 2...


Feige, presidente da Marvel Studios, deu dicas que reforçam as super-probabilidades que os filmes da Marvel levarão a uma Guerra Civil no Cineverso.

"Os filmes dos Vingadores são peças grandes e vitais no plano maior. É como era nos quadrinhos, com cada um dos personagens tendo as suas próprias aventuras e ocasionalmente se unindo nesse mega evento de 12 edições. E então eles voltam para as suas próprias revistas, mudados pelo que quer que tenha acontecido. Vejo o mesmo acontecendo depois deste filme, pois a escalação é alterada pelo final deste longa"

Ai, ai... e ae manolos, como vão vocês? Tô com sono. Ah é falando em Marvel/Robert Downey Jr., adorei um filme com ele chamado "O Juíz". É drama, extremamente bem feito, recomendo. Tô falando assim porque duvido um pouco que eu vá escrever resenha.

sábado, 25 de outubro de 2014

Análise de Fashion Beast, a última série de Alan Moore


Faz pouco tempo que li "Fashion Beast", com roteiro de Alan Moore e desenhos de Facundo Percio. Tinha visto que a Panini ia publicar esse ano, mas não sei se ela já fez isso. De qualquer forma, eu li e pensei "vou escrever análise disso aí não". Mas aí lembrei como tem alguns leitores do Blog que várias vezes já pediram especificamente análise de quadrinhos, e então eu pensei "Douglas, como você é idiota!" e decidi que na primeira oportunidade escreveria isso.


A ideia de "Fashion Beast" é no mínimo curiosa. O grande escritor Moore havia feito o script com inspiração em "A Bela e a Fera" em 1985 para um possível filme. Foi enquanto ele escrevia o Watchmen (sim, ele fazia outra coisa ao mesmo tempo que o Watchmen...). Só em 2010 o projeto se tornou realidade com a Avatar Press. Quem ajudou foi Anthony Loren, que trabalha com quadrinhos e também cuidou da trama da série de games de terror espacial, Dead Space. Outro foi Malcolm McLaren, empresário inglês que por acaso tomava conta dos famosos Sex Pistols (pobre Malcolm...).

McLaren faleceu de câncer em 2010
Mas afinal, do que se trata Fashion Beast? Quero dizer, 9/10 esperam que vindo do Alan Moore, há algo que nós não esperamos envolvido. Ou será genial e mudará a nossa perspectiva das coisas, ou uma história nonsense em um nível tão alto que te assusta ao imaginar a boca por trás daquela barba gigante dando risada.

"Você pretende se matar porque queria ter um nome da hora?"
Considerando isso, 9/10 concordariam que Fashion Beast não poderia ser simplesmente uma série de quadrinhos sobre moda ou mesmo uma adaptação de "A Bela e a Fera" para os tempos modernos. Não é mesmo? Tem que ter alguma coisinha que você não está esperando... Talvez só isso tenha me dado a curiosidade de ler issaê: o belo grupo criativo que com certeza tinha um curinga na manga.


Eu dei uma pesquisada em opiniões diversas na Internet pra poder trazer isso decentemente pra vocês o mais rápido possível. Quase todo mundo apreciou, mas tem muita gente que não leu até o final, enquanto tem outros colocando Fashion Beast à altura de Watchmen. Bem, pretendo então passar uma descrição definitiva:

Se tratando de moda (o nome é Fashion Beast...) a história tem foco nas aparências desde o início. A primeira edição é bem vaga e há uma série de páginas focadas apenas em imagens, mais especificamente, pessoas se arrumando dentro de suas casas como se fosse uma noite de sexta, posteriormente a exibição nas ruas. Sem muita narração ou diálogo explicativo, é apresentada a personagem principal: Doll(boneca). Ela trabalha guardando casacos em uma danceteria local. De cara você pode notar que a história é de Moore da forma que ele parece simplesmente ignorar tabus e temas que incomodariam o leitor, escrevendo sobre coisas como doenças, sexualidade e política como se estivesse falando de futebol.

"Sabe, vocês não deveriam estar rindo. Eu só sou assim porque tenho uma deficiência. Eu nasci sem pênis."
A história vai avançando e Doll tem contato com o maior nome da moda, a empresa Celestine. Lá se encontra o foco do elenco. Há duas ajudantes que comandam o lugar, elas seguem as ordens do filho da fundadora, são velhas e tem uma maquiagem extremamente exagerada.

Os desenhos estão sempre focando em tinta, cores, design, flashes, um trabalho extremamente satisfatório de Facundo Percio, que também expressa otimamente as expressões e características dos personagens (que cá entre nós, estão revoltados e carrancudos quase o tempo inteiro). Celestine, o herdeiro da falecida designer, personagem ao qual se refere o nome da obra, "Fashion Beast", é o dono de tudo; ele fica trancafiado dentro de sua oficina/quarto, sem jamais ser visto por alguém além das velhas madames que cumprem os seus quereres. Como a Fera da antiga história, realmente.


Por último há um garoto que trabalha lá, Jonni. Ele parece constantemente revoltado e insatisfeito com alguma coisa. Mas o real ponto de interesse, é a "Fera". É o personagem que levanta a curiosidade, as perguntas. O seu rosto não é mostrado e há lendas quanto ao seu estado e existência. E é só isso. O problema é que é só isso. Ao menos por um bom tempo.

Ritmo e desenvolvimento


Talvez pela semente do roteiro original de Moore e McLaren ter sido planejado para o cinema, há esse problema da narrativa com a sedução do leitor. A primeira edição por exemplo, talvez ficasse melhor como a introdução de um filme, algo que eu já tinha suspeitado antes de pesquisar de onde havia surgido a estória. É muito só imagem, apesar de querer dizer alguma coisa elas acabam ficando sem significado pelo enredo não andar. Na verdade, em metade da história acontece nada que seja muito chamativo ou fascinante, apenas os personagens se revelando melhor quem são. É apenas na Edição#6 que ocorre o primeiro momento surpreendente, mas mesmo assim você não consegue enxergar pra onde a história vai ou o que ela quer dizer. Isso só acontece nas últimas edições mesmo. E isso é um grande problema, o que eu quero explicitar é que, com pouquíssimos elementos que realmente prendam, as chances de alguém largar Fashion Beast na metade são altas.

Há o personagem Jonni, que vai mostrando a sua visão pessoal sobre a moda e sua aplicação na sociedade, o que é interessante, mas não posso negar que apenas a edição final é realmente atraente e minimamente explosiva, com um desfecho forte e aberto, concluindo bem cada personagem incluído na trama.


Mas e ae? 
E o curinga?


Me refiro ao curinga na manga, não à chamativa ruiva acima. Essa história tem um significado maior escondido? Beeeeeeeeeeem... teeeeeeeeeeem... mas é tão escondido que eu diria que nem faz parte da história você notar, como o Batman matando o Coringa no final da Piada Mortal. Além de que você tem que estar ciente (e você provavelmente está) da polêmica carreira de Alan Moore no mundo dos quadrinhos para sacar, então agora vamos falar dele.


SPOILER#SPOILER#SPOILER

Aviso dos spoilers, pois essa explicação se trata de um dos principais pontos da história, então talvez você prefira lê-la primeiro, não é? Agora que você já foi avisado... A mensagem de FB se esconde na função dos personagens principais da história. O "Beast" quer por razões a princípio difíceis de serem visualizadas, manter Doll e Jonni juntos embaixo de seu teto. O império de moda dele não trás mais bons frutos, ele já foi revolucionário um dia, mas agora está parado. Ele então o passa para os rebeldes Jonni e Doll, que em uma conturbada história de amor conseguem trazer desenvolvimento de volta à área com muita polêmica. Depois de um tempo refletindo, o ponto principal da história parece ser esse. O que Moore quer dizer é uma avaliação da arte por um ponto de vista geral. Alguém precisa vir e derrubar as paredes, levantar novas, para depois te-las derrubadas de novo. É, mais uma vez, uma crítica que ele faz ao grande trauma de sua carreira na DC Comics, quando ele desconstruiu os super-heróis, criou o conceito de graphic novel, redefiniu vários personagens, mas ainda assim saiu infeliz de lá. Aliás, duvido muito que seja coincidência, o personagem de costas e em perfil é IDÊNTICO ao Alan Moore!

"Eles sabiam disso! Eles sabiam o significado de glamour; o mais antigo, o significado original. Glamour significa "magia". Glamour é magia!"
Tem muita gente que fica brava, mas todo esse "ódio" do Alan Moore pela indústria de super-heróis nunca me convenceu. Todas as agulhadas que ele manda para artistas e fãs atuais sem a mínima dó... nunca acreditei nisso. Um cara que odiasse super-heróis nunca escreveria "A Piada Mortal"; há um grande conhecimento do assunto que só poderia vir de uma paixão natural naquela e várias interpretações de personagens clássicos que ele fez no pouco tempo que trabalhou na DC. Tudo bem que ele veio trabalhar com outros tipos de gibis, como "Do Inferno", "Garotas Perdidas" e o próprio "Fashion Beast", mas fica claro que esse ódio do velho mago Moore é o clássico caso de amor rejeitado. Você tem que ser apaixonado pelo o que faz pra fazer o que ele fez na melhor época de sua carreira. É como estar completamente apaixonado por alguém e ser rejeitado. Você vai passar a odiar a pessoa, mas isso é justamente porque ela não te deixou amá-la direito! E isso é o que rolou entre o escritor e sua provável mídia preferida: os quadrinhos.


Em Fashion Beast ele deixa claro (ou nem tão claro assim...) que acredita que assim como ele desconstruiu os quadrinhos mainstream nos Anos 80, alguém precisa vir e fazê-lo de novo. Pode parecer forçação, mas ao ler a história você deve notar isso também. Essa é a parte mais legal de Fashion Beast, apesar da história principal dos personagens também ser muito boa, é bacana sacar o que está implícito.

FIM#DOS#SPOILERS

O problema mesmo se encontra no desenvolvimento desanimador da história. Eu passo longe de julgar Fashion Beast como um "Watchmen da vida", mas por fim é uma ótima história e fica muito bonita no histórico dos seus responsáveis. Caso tenha despertado a sua curiosidade, vale a pena saciá-la.