sábado, 28 de junho de 2014

O caso de Odejair Ipojucan Facchinero - Parte 2: Síndrome de Odejair?


Odejair tem 61 anos. Nasceu em Uberaba, Minas Gerais, mas já vive e trabalha na cidade de Santos há 30 anos, tendo saído apenas duas vezes para um serviço em Praia Grande. Seus pais tiveram sete filhos que não viviam em uma situação fácil, tendo que ajudar em casa. Quando criança, Odejair estudou 6 meses e disse ao seu pai que não gostou e não queria mais. A partir daí começou a trabalhar. Vendeu sandália, sorvete, até que com 14 anos aprendeu a ser mosaiqueiro/calceteiro, passando a exercer a mesma profissão que a maioria dos seus irmãos mais velhos (ele é o caçula). Essa profissão é a que ele exerce até hoje, quase 50 anos depois. Ele teve dois filhos e tem uma neta, mas nunca chegou a conviver com eles, aliás, nunca chegou a se casar. Ele afirma que de todas as cidades que passou, Santos é a sua preferida, pois é aonde fez mais amigos. Vou te dizer que todos na rua o cumprimentam. E ele me corrige, ele não conhece todo mundo... todo mundo é que conhece ele.

video

A parte que o diferencia é essa. Ele é uma enciclopédia móvel de Geografia. Não foi sempre assim. Ele não é algum professor que perdeu o emprego. Como eu já escrevi, ele não teve estudo. Não ficou no colégio por anos para depois ser frustado por alguma força superior que não o deixou desenvolver alguma atividade intelectual. Não. Já na adolescência começou a viajar pelo país trabalhando até se estabelecer em Santos. E quando começa os estudos? Ele afirma que apenas há sete anos atrás começou a estudar por livros (aprendeu a ler de forma meio precária) e depois de passar dias e noites o fazendo... acabou dando nisso, enciclopédia humana.

video

Hehe, ele ficou nervoso.


O que ele diz no final do primeiro vídeo é porque quer ir para a televisão mostrar o seu caso raro. O que temos de mais recente na vida dele é que... talvez ele vá pra televisão. Não por minha causa, é claro, já que estou a um passo de largar o curso de Jornalismo, mas realmente gravaram uma matéria sobre ele. Odejair preferiu não revelar o nome do dono da emissora, e eu não impliquei para que ele o fizesse, mas o cidadão conhecia Odejair, e o filmaram por dois dias na sua casa e no seu trabalho. Não dá pra dizer quando a matéria sairá porque pelo o que Odejair disse ela ficou arquivada, e podem ligar para chama-lo para o programa a qualquer momento, inclusive bastante. A fantasia dele é ir para a TV mostrar todo o seu conhecimento adquirido estudando de forma imparável. Mas... isso não é normal! Então vamos direto ao ponto.

Ele é louco?!


Complicado de dizer, mas depois de entrevista-lo, a conclusão é que não, ele não é. Apesar do jeito diferente, a mente dele que fica fritando embaixo do Sol enquanto bate pedras está muito bem. Notei isso pois fui fazer a matéria com a certeza que um pedreiro tão exato (ou mais) que um prof. de Geografia devesse ficar estudando de um único livro que naturalmente estaria ultrapassado, afinal, informações geográficas sempre mudam. Eis que ele me respondeu :"Todo ano eu compro o almanaque na banca" aí eu complementei "Pra atualizar", ele corrigiu "Não! Atualizar é só o IBGE que não atualiza desde 2010. Só quando o IBGE atualiza é que muda." Ou seja, o cérebro dele tá legal, ele só é estranho.



Mas até aí, o que é uma pessoa louca? O conceito de insanidade é meio abstrato e inútil levando em conta que os "loucos" sempre parecem mais seguros nas suas realidades pessoais do que os outros ao seu redor. Se mostram mais certos e sãos quanto aos seus universos. Por que então são chamados de loucos? Por que estão todos loucos e os verdadeiros loucos já estão se chamando de normais?! Algum conceito de insanidade é válido? Que loucura. Mas se eu focar nisso, não saio (está vendo o Coringa lá atrás, não está?), então de volta a Odejair...

Por que ele estuda Geografia?!


Aí se encontra a grande decepção da minha matéria. Fui fazê-la crente de que se tratava de um cidadão doidinho, mas tive que encarar a verdade que Odejair é tão são quanto dá pra ser, é só falar com ele. Ele não estuda tanto por ser maluco, mas então por que estuda?

video

Eu não me convenci. Pensei "ele não foi sincero comigo". Esperava algo dramático e profundo como dias e noites se sentindo inútil por ter um velho sonho querendo ser alcançado, então depois contei pra ele o que eu achava, falei que ele não tinha me respondido isso. Como sempre, Odejair se lembrou muito bem e me disse que não "Essa foi a primeira coisa que você me perguntou e eu te respondi" aí ele me contou de novo como via eles falarem na TV os nomes de lugares e tinha curiosidade de saber mais detalhes como a área e a população. Então foi para livraria comprar umas duas grandes enciclopédias e se pôs a estudar. "Foi uma coisa pequena que acabou crescendo" o mesmo diz. Depois de dizer que só ficou com vontade de ir para a TV depois de vários anos estudando, e não sentir que está lutando contra a sua situação sofrível o fazendo, por que ele o faz? Ele mesmo diz... pura curiosidade... e isso é tão vazio. Eu comecei a pensar.

Por que eu escrevo nesse blog?!


Por que nós fazemos essas coisas que exigem esforço e não melhoram a qualidade da nossa vida? Não nos dão dinheiro? Eu sou tão "louco" quanto o Odejair? O que eu com menos de um 1/3 da idade dele tenho em comum? Talvez isso seja só uma consequência. Algum tipo de inércia intelectual com a qual alguns não conseguem simplesmente se acostumar. E aí ele faz isso, em excesso estuda um livro de geografia inteiro e grava todas as suas informações. Normal. Normal?

video

Odejair vive em Santos, continua trabalhando, pois não há outra opção, e aguarda a ligação o chamando para mostrar as suas capacidades em um programa de TV. Gostaria de conhecer três lugares no mundo: "Singapura, Estados Unidos e Turquia", pois "conheci o mundo inteiro sem sair de casa". E é isso, é o que eu queria escrever.

video

9 comentários:

  1. A propósito, adorei sua foto :)

    ResponderExcluir
  2. Você escreve neste blog porque há pessoas que amam o ler, escreve neste blog porque tem gente que vai só dar uma lida rapidinho, mas acaba ficando o dia todo...Toda boa história precisa de um bom contador... é aí que você entra. Odejair tem sorte de conhecer você e você tem sorte de conhecer Odejair. Eu tenho orgulho de ter um amigo tão inteligente.. eu também tenho sorte.. porque agora conheço os dois... Você não precisa de um diploma,... você tem sensibilidade.. criatividade, talento e qualidades que nem uma vida toda no meio acadêmico te ensinaria a ter. Será que é dom? Eu não sei, eu só sei que este post está mais que bom, está exatamente como deveria estar e como seus fãs gostam. Queria muito ler, além de ter esperado um bom tempo por ele, eu sabia que não iria me decepcionar. Eu sei que não existe ainda palavra para descrever o quanto você é bom no que faz, mas no mínimo seu nome deveria servir de elogio... Tipo: - Você é tão Douglas!......Odejair é um personagem diferente e interessante e esse é o melhor das qualidades, afinal " pessoas normais não conquistam ninguém". Gostei muito do post, tanto, ao ponto de me atrasar para um compromisso por não conseguir parar de ler até o final... Mas, como sempre Sr. Talentoso, valeu a pena!

    ResponderExcluir
  3. Cara esse é um dos melhores posts que você já fez.Nele ficou claro que Odejair é foda.Ele não nasceu especial nem com vantagens mas com esforço ele chegou em um nível intelectual de gênio.O que me lembra você que escreve esse blog sem ganhar nada e por causa da sua persistência eu não fico entediado com a freqüência que eu costumava ficar.Mais uma vez parabéns pelo post.Eu sei que estou comentando até de mais ultimamente mas fazer o que?Eu sou irritante por natureza.
    Ps:Eu teria comentado antes mas o meu computador esta com algum problema.Eu vi que você postou pela minha conta(ANT) mas quando entrei no blog o post não estava lá(aqui).

    ResponderExcluir
  4. Children Of The Grave28 de junho de 2014 21:42

    Putz cara! Ficou muito bom, parabéns. Gostei muito da sua atitude de entrevistar uma pessoa como Odejair. Gostei também de você levantar o assunto sobre os loucos. E você descobrir que Odejair é normal e não ao mesmo tempo kkk
    Não te conheço mas temos bastante coisas em comum. Já me perguntei porque faço coisas sem retorno.

    ResponderExcluir
  5. Ótimo post, principalmente quando vc pegunta porque fazer algo q ñ melhore sua vida, parabéns de novo e continue escrevendo esses post :)
    Ps: me desculpe por ñ ter mais comentado , ta em prova mas agora vai dar

    ResponderExcluir
  6. Vlw fellas! Bom poder contar com vocês XD Que bom que gostaram!

    SS: Uou, rsrs
    ANT: Deve ter sido porque eu postei e tirei rápido só pra testar os vídeos. E PARA COM ESSA IDEIA QUE INCOMODA COMENTANDO! COMENTÁRIOS NUNCA SÃO DEMAIS! NUNCA!
    Children: o/
    Leopoldo: Te juro que sou mó paranoico, kkk, começo a pensar "putz, devo ter escrito alguma coisa que o cara não gostou", kkk, mas blz. Vlwzão

    Coincidentemente eu vi ele de novo há uns dias atrás, tava esperando uma carona. Ele falou sobre como hoje as mulheres ligam muito pro cabelo mas ele quer saber é de olhar pra bunda delas... mas achei isso meio irrelevante pro texto ._.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Children Of The Grave30 de junho de 2014 12:37

      Revendo os videos e surpreendendo novamente! kk
      PS: "Ele falou sobre como hoje as mulheres ligam muito pro cabelo mas ele quer saber é de olhar pra bunda delas... mas achei isso meio irrelevante pro texto ._."
      kkkkkk O que ele falou faz sentido hehehehehe

      Excluir
    2. Children Of The Grave30 de junho de 2014 12:38

      "Ele falou sobre como hoje as mulheres ligam muito pro cabelo mas ele quer saber é de olhar pra bunda delas... mas achei isso meio irrelevante pro texto ._."
      heheheheheh faz sentido o que ele disse!
      Revendo os videos e se surpreendendo!

      Excluir